História e Fatos da Tatuagem de Córnea

A tatuagem da córnea é a tatuagem da córnea do olho humano. É feita por razões estéticas mas também por razões médicas – para melhorar a visão de um paciente em caso de lesão da íris ou para aliviar o brilho, halos, imagens fantasma, ou sensibilidade à luz do olho.

Galen, médico da Grécia do século II durante o Império Romano, foi o primeiro a mencionar a tatuagem da córnea. Isto foi feito numa tentativa de mascarar as opacidades glaucomatosas do olho e dar ao olho um aspecto mais natural. Os médicos da época cauterizavam primeiro a superfície da córnea com um estilete aquecido (uma fina sonda médica) e depois aplicavam o corante no olho feito de nozes em pó e ferro (a chamada tinta galvânica de ferro). O mesmo procedimento é posteriormente mencionado por Aetius (um médico e escritor médico bizantino) em 450 DC. A próxima vez que ouvimos falar da tatuagem da córnea foi no século XIX.

Em 1869, o cirurgião oculoplástico Louis Von Wecker (também conhecido como De Wecker) inventou o novo método. Ele anestesiou o olho com cocaína e cobriu-o com uma espessa camada de tinta (utilizou tinta preta, tinta da Índia, ou tinta da China para isso). Depois introduzia a tinta na córnea perfurando a córnea com uma agulha ranhurada. A tatuagem da córnea foi muito influenciada por isto, mas foi ainda melhorada. Taylor utilizou um feixe de agulhas em vez de apenas uma agulha para acelerar o processo. Nieden inventou em 1901 uma caneta tatuadora que funcionava como uma caneta-tinteiro. Armagnac, também médico, usou um funil que criou uma pupila perfeitamente redonda.

Existem hoje muitos métodos diferentes que utilizam diferentes técnicas e instrumentos. Alguns ainda utilizam um método centenário para cobrir a córnea com tinta e inserir a agulha para trazer a tinta para dentro. Alguns utilizam uma agulha de três gumes coberta com tinta, enquanto outros injectam primeiro o olho com uma agulha e depois esfregam a tinta com uma cureta Daviel. Quanto à tinta, a tinta indiana ainda é utilizada juntamente com cores metálicas em pó, corantes orgânicos, e até mesmo o pigmento dos olhos dos animais.

Guess You Would Like:  Como chegar com boas ideias de tatuagens?

Há também a tatuagem escleral – tatuagem sobre o branco do olho. É feita injectando a tinta sob a superfície do branco do olho por agulhas, como na tatuagem clássica, ou por uma seringa cheia com uma solução de tinta.

Como todas as coisas, a tatuagem da córnea tem as suas vantagens e desvantagens. As vantagens são a devolução do aspecto quase natural dos olhos em caso de opacidades da córnea e o curto tempo de recuperação.

As desvantagens são que a realização do procedimento não é fácil, e existem riscos. As pessoas podem ficar cegas se virem antes disso se a tinta cobrir todo o olho, porque o procedimento é muito difícil de executar com precisão. O resultado final pode não ser perfeito, e a tatuagem deve ser feita de novo.

A tatuagem pode sentir que há algo no olho e pode produzir vermelhidão. A tatuagem também pode desvanecer-se com o tempo. Em vez de tatuar o enxerto da córnea, podem ser usadas técnicas de queratoplastia e lentes de contacto coloridas.